O IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) mede o desenvolvimento dos países segundo sua economia e aspectos sociais. Através dele, os países são comparados em seus níveis de desenvolvimento.

Separamos aqui o que você precisa saber sobre o IDH e qual é o IDH atual do Brasil.

O que é o IDH?

O IDH avalia aspectos como a qualidade de vida, renda e escolarização dos países. Ele classifica os países em quatro categorias: muito alto desenvolvimento humano; alto desenvolvimento humano; médio desenvolvimento humano e baixo desenvolvimento humano.

Ele é avaliado anualmente pelo Programa das Nações Unidas, nele os três quesitos são avaliados educação, saúde e renda. A educação avalia as taxas de alfabetização, de escolaridade e graus de instrução.

Já a saúde é avaliada através da qualidade de vida da população do país, através da taxa de natalidade e expectativa de vida. E a renda, mede a qualidade de vida da população em aspectos econômicos, como o PIB (soma de todos os bens e serviços produzidos ao longo de um ano dividida pelo total de habitantes).

IDH atual do Brasil

Através desses três critérios é feito uma média do resultado dos três, que resulta no valor do IDH do Brasil. Segundo uma lista de estimativas para 2019, publicada em 2020, o Brasil se encontra em 84° lugar no ranking e teve uma mudança de 0,004 em relação ao ranking do ano anterior.

Veja também o ranking completo dos 189 países por IDH.

O Brasil tem seu desenvolvimento humano considerado alto. Apesar disso, ele é um dos países mais desiguais em toda a América, sua maior desigualdade pode ser encontrada na distribuição de renda, seguida pela desigualdade na educação e, por último, na expectativa de vida.

IDH das cidades Brasileiras

Os dados mais recentes mostram o índice de desenvolvimento dos estados de todo Brasil, sendo os estados com muito alto desenvolvimento: São Caetano do Sul (SP) – 0,862; Águas de São Pedro (SP) – 0,854; Florianópolis (SC) – 0,847; Balneário Camboriú (SC) – 0,845 e Vitória (ES) – 0,845.

Os estados com alto desenvolvimento são Rio de Janeiro (SP) – 0,799; Goiânia (GO) – 0,799; Marília (SP) – 0,798; Guarantinguetá (SP) – 0,798; Sorocaba (SP) – 0,798. Cambuquira (MG) – 0,699; Novo Alegre (TO) – 0,699; Irineópolis (SC) – 0,699; Lavras do Sul (RS) – 0,699 e Marzagão (GO) – 0,699 com médio desenvolvimento.

Antonina do Norte (CE) – 0,599; Bandeira (MG) – 0,599; Barro (CE) – 0,599; Iraquara (BA) – 0,599; Itapé (BA) – 0,599 com baixo desenvolvimento e Assunção do Piauí (PI) – 0,499; Cocal dos Alves (PI) – 0,498; Pauini (AM) – 0,496; Satubinha (MA) – 0,493 e Olivença (AL) – 0,493 com muito baixo desenvolvimento.

Podemos observar que há uma certa desigualdade entre as regiões. Nas regiões Sul e Sudeste o índice de IDHM é maior do que o encontrado nas regiões Norte e Nordeste. Isso se deve ao fato de elas serem regiões menos desenvolvidas.

Os 10 melhores e os 10 piores IDHs por continente

Assim como existe uma diferença de IDH por região no Brasil, também acontece com as regiões de todo o mundo. Trouxemos aqui os 10 melhores IDHs divididos pelos continentes:

Continente africano  

Entre os 10 melhores IDHs da África está Maurício com desenvolvimento humano muito alto, seguido pelos países que possuem desenvolvimento humano alto Seychelles, Argélia, Tunísia, Botswana, Líbia, África do Sul, Egito e o Gabão. E com desenvolvimento humano médio está o Marrocos.

E os 10 piores IDHs da África estão em Níger, República Centro-Africana, Chade, Sudão do Sul, Burundi, Mali, Serra Leoa, Burkina Faso, Moçambique, Libéria com desenvolvimento humano baixo.

Continente asiático

Entre os países asiáticos, Hong Kong, Singapura, Israel, Japão, Coreia do Sul, Emirados Árabes Unidos, Chipre, Arábia Saudita, Bahrein, Qatar apresentam os melhores IDHs com um desenvolvimento humano muito alto.

E entre os 10 piores estão Iêmen e Afeganistão com um desenvolvimento humano baixo e Paquistão, Síria, Myanmar, Camboja, Nepal, Timor-Leste, Laos e Bangladesh com um desenvolvimento humano médio.

Continente europeu

Os 10 melhores IDHs da Europa são Noruega, Irlanda, Suíça, Islândia, Alemanha, Suécia, Países Baixos, Dinamarca, Finlândia e Reino Unido com um desenvolvimento humano muito alto.

E os 10 piores índices do continente são observados em países que possuem um desenvolvimento humano alto como a Moldávia, Azerbaijão, Macedônia do Norte, Armênia, Ucrânia, Bósnia e Herzegovina e a Albânia e em países com desenvolvimento humano muito alto como a Sérvia, Geórgia e a Turquia.

Continente da norte americano e o Caribe

No continente norte americano os 10 países com melhor IDH são Canadá, Estados Unidos, Panamá, Bahamas, Barbados e Costa Rica que possuem um desenvolvimento humano muito alto, seguidos de Trindade e Tobago, Cuba, Granada, São Cristóvão e Nevis e México com o desenvolvimento humano alto.

E os 10 piores são Haiti com um desenvolvimento humano baixo, Honduras, Nicarágua, Guatemala e El Salvador com o desenvolvimento humano médio e com o desenvolvimento humano alto Belize, Jamaica, São Vicente e Granadinas, Dominica e República Dominicana.

Oceania

No continente da Oceania trouxemos os 6 melhores índices de IDHs. Com um desenvolvimento humano muito alto, Austrália, Nova Zelândia e Palau e com um desenvolvimento humano alto Fiji, Tonga e Samoa.

E entre os 6 piores índices do continente estão Papua-Nova Guiné, Ilhas Salomão, Vanuatu, Micronésia e Kiribati com um desenvolvimento humano médio e com desenvolvimento humano alto as Ilhas Marshall.

Continente sul americano

E por fim em nosso continente os países que apresentaram os 6 melhores índices de IDHs foram Chile, Argentina e Uruguai com um desenvolvimento humano muito alto e com um desenvolvimento humano alto o Peru a Colômbia e o Brasil.

E os 6 piores IDHs foram da Guiana com um desenvolvimento humano médio e Venezuela, Bolívia, Paraguai, Suriname e Equador com um desenvolvimento humano alto.

Vale ressaltar que os índices podem mudar, e conforme a nova avaliação do IDH, uma nova lista do ranking de países é divulgada.

Similar Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.