O implante de cabelo feminino é o principal procedimento para mulheres que sofrem com calvície e queda de cabelo constante.

Veja aqui como funciona o procedimento, quais são as suas indicações, benefícios, cuidados, contraindicações e quanto custa:

O que é implante capilar feminino?

A queda de cabelo e a calvície é um dos problemas que atingem muitas mulheres, seja devido a fatores emocionais, hereditários ou de acordo com o avanço da idade.

Estima-se que uma em cada cinco mulheres experimentam algum grau de perda de cabelo, comumente associado ao envelhecimento, alterações hormonais da menopausa ou alguma doença.

Com o tempo, a queda de cabelo leva a rarefação aguda dos fios, e na redução da quantidade de cabelo, que pode vir a ser significativa. Assim sendo, pela queda de cabelo, o couro cabeludo passa a ficar mais exposto, e assim calvo.

Geralmente, as mulheres acabam apresentando um desgaste ameno, ao contrário dos homens, que tendem a ter uma queda de cabelo mais intensa.

O implante capilar é feito então buscando renovar a autoestima e a autoconfiança da mulher, que irá promover o crescimento de novos fios, pela doação de parte do couro da própria paciente.

LEIA TAMBÉM: Enxerto de gordura no glúteo: como é feito o processo e suas vantagens

implante capilar

Como funciona o implante capilar feminino?

O implante capilar ou transplante capilar feminino é indicado para mulheres calvas de fios volumosos e de boa elasticidade atrás da cabeça.

Se trata de um processo cirúrgico em que é removido parte do couro cabeludo, que em seguida é implantado, fio por fio, nos folículos da área calva.

Primeiramente, a cirurgia remove cada fio por meio de um equipamento de 0,7 mm de diâmetro da região doadora.

Normalmente, o procedimento é feito na nuca por meio de uma técnica chamada de FUE. (Folicular Unit Extraction). Também pode ser feito pela técnica de FUT (Follicular Unit Transplantation), em que a faixa do couro cabeludo é retirada da região que não é geneticamente predisposta à calvície.

Em sequência, uma vez que se utiliza cabelo da própria paciente, o cabelo é preparado para a implantação das unidades foliculares. A colocação dos fios deverá levar em consideração o ângulo e a curvatura natural dos cabelos, tendo como finalidade manter a densidade antiga. O efeito final pode ser alcançado com uma ou mais sessões.

A cirurgia pode durar cerca de 8 horas, sendo capaz de fazer a aplicação de em torno de 10.000 fios de cabelo. Pode ser feito em um ou em dois dias consecutivos, dependendo da extensão da área.

Para que o procedimento seja feito de forma correta, deve ser realizado por uma equipe médica capacitada no procedimento.

O procedimento não deixa cicatrizes visíveis e não é necessário que o paciente corte ou tenha que raspar o cabelo. Pode ser feito por mulheres a partir de 20 anos e além da calvície, pode ser o tratamento ideal para quem quer reduzir o tamanho aparente da testa.

Diferenças entre o implante capilar feminino e masculino?

Mesmo que possua uma técnica similar, o implante capilar feminino possui algumas diferenças para com o transplante capilar masculino, considerando as particularidades de cada couro.

A região occipital (posterior) do couro cabeludo feminino possui menos elasticidade, assim sendo, é necessário que antes do procedimento seja necessário fazer movimentos de massagem para a remoção de mais fios desta área, logo após havendo a recuperação na área que possui menos fios.

As causas associadas à queda de cabelos em mulheres que vão além da genética também requerem uma preparação, sendo necessário um tratamento clínico prévio para que a queda capilar seja estabilizada.

Por fim, o número de fios a serem transplantados nas mulheres geralmente é menor do que o transplantado em homens, devido à calvície menos agressiva.

implante de cabelo feminino antes e depois

Implante capilar feminino antes e depois

O implante capilar feminino é capaz de proporcionar uma série de benefícios, melhorando a autoestima da paciente por uma aparência mais jovem e cabelo recuperado.

Os efeitos colaterais da técnica incluem a formação de um edema temporário na testa e nas têmporas, que desaparece com cerca de 1 semana, redução da sensibilidade no topo da cabeça por algumas semanas ou meses.

Para o controle de dores e desconforto, o profissional responsável pode indicar algum medicamento anestésico. As bandagens utilizadas normalmente são removidas no dia seguinte ao procedimento.

A paciente pode fazer a lavagem do cabelo depois de 2 dias da cirurgia, usando movimentos suaves.

O resultado do procedimento e seus benefícios podem ser percebidos com cerca de 6 meses após a cirurgia, dando tempo para que os cabelos cresçam nos folículos implantados. Já o resultado final se dá por volta de 1 ano.

LEIA TAMBÉM: Falta de ar o que fazer quando ela ocorre e o que pode ser

Contraindicações

Antes de se submeter ao procedimento, é necessário considerar as contraindicações do procedimento, evitando possíveis complicações.

Entre as contraindicações estão:

  • Mulheres com perda de cabelo generalizada;
  • Pouca zona de cabelo “doador”;
  • Alopecia areata grave (peladas do couro cabeludo);
  • Grandes cicatrizes no couro cabeludo;
  • Perda de cabelo causada por alguma medicação ou por outro tipo de tratamento (ex: quimioterapia).

Pessoas com doenças crônicas, como hipertensão e diabetes podem recorrer ao tratamento com consentimento médico.

Implante de cabelo feminino, quanto custa?

O preço do implante capilar feminino pode variar quanto a técnica a ser utilizada e quanto ao número de folículos a serem implantados.

Em média, o procedimento custa entre R$ 5.000 (cinco mil reais) e R$ 30.000 (trinta mil reais).

 

Similar Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.